Você esta aqui:   Home Notícias Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990
Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990 PDF Imprimir E-mail
Dom, 02 de Setembro de 2012 19:07
Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990

 

davemustaine

Traduzido por Diego Camara

Chad Bowar, do About Heavy Metal, colocou no ar sua lista com os melhores álbuns de 1990: "A década de 90 começou forte. Tivemos lançamentos marcantes de bandas como MEGADETH, JUDAS PRIEST, SLAYER e ANTHRAX. Grupos mais extremos como ENTOMBED e DEICIDE também entraram no top 10. Aquie está minha lista dos melhores álbuns de 1990", disse Chad. Confira abaixo as escolhas do crítico.

1. MEGADETH - "Rust In Peace"

Imagem
O quarto álbum do MEGADETH foi uma obra prima do thrash. Os riffs de Mustaine e Marty Friedman eram marcantes, e tinham também ótimos solos no álbum. As composições no "Rust In Peace" eram realmente fortes, com um monte de complexidade e variedade na estrutura musical, tempo e estilo. Pontos altos incluem "Hangar 18" e "Tornado Of Souls".

2. SLAYER - "Seasons In The Abyss"

Imagem
Este é o segundo melhor álbum do SLAYER, depois do clássico "Reign in Blood". "Seasons in the Abyss" combina a intensidade daquele álbum com um pouco mais de melodia. A banda refinou o som, mas sem perder nada da sua raiva ou agressividade. Da música de abertura "War Ensemble", de ranger os ossos, até a mais lenta "Expendable Youth", o SLAYER mostrou que eles podem destruir com qualquer tempo.

3. PANTERA - "Cowboys From Hell"

Imagem
Depois de vários lançamentos independentes, este marcou o movimento do PANTERA para uma gravadora maior e a entrada do grupo na crítica e no comercial. "Dimebag" Darrell, ou "Diamond" Darrell como ele era chamado na época, brilhou com seus riffs criativos e solos brilhantes. Phil Anselmo mostrou um grande alcance vocal, indo do gutural até o falsetto. A música título e "Cemetary Gates" são duas das melhores canções deste álbum.

4. JUDAS PRIEST - "Painkiller"

Imagem
Depois de terminar a década de 80 com alguns álbuns medianos ("Turbo" de 1986 e "Ram It Down" de 1988), o JUDAS PRIEST começou os anos 90 com uma nota alta. "Painkiller" seria o último álbum com Rob Halford em mais que uma década, e o "Metal God" teve uma grande performance vocal neste trabalho. O novo baterista Scott Travis deu ao Priest uma injeção de energia, e isso combinado com os trabalhos geniais de guitarra de Glenn Tipton e K.K. Downing fizeram deste álbum o melhor da banda em anos.

5. ENTOMBED - "Left Hand Path"

Imagem
A banda sueca ENTOMBED rugiu na cena com seu álbum de estreia. "Left Hand Path" é um trabalho bem influenciado no death metal que ajudou a colocar o death metal escandinavo no mapa. Ele é brutal, mas também possui melodia. É selvagem, porém simples, e influenciou legiões de bandas na Suécia e em todo o mundo.

6. DEICIDE - "Deicide"

Imagem
Quando este álbum foi lançado em 1990 ele causou uma certa polêmica. O estilo extremo do death metal do DEICIDE, juntamente com a cruz invertida queimada na cabeça do frontman Glenn Benton e as letras blasfêmicas da banda, chocaram muitos. Mais do que apenas imagem, o DEICIDE colocou também músicas bem escritas, batidas ferozes e riffs memoráveis. A banda continua chocando, mas muitos ainda acham que o álbum de estreia foi o melhor.

7. ANTHRAX - "Persistence Of Time"

Imagem
Este foi o último álbum do ANTHRAX com o vocalista Joey Belladonna. "Persistence of Time" é sombrio e raivoso com letras cheias de politicagem, mas ainda tem uma abundância de melodia e grandes riffs do thrash. Uma das melhores músicas do álbum é "Got The Time", cover de Joe Jackson. "In My World" e "One Man Stands" também são pontos altos.

8. DEATH ANGEL - "Act III"

Imagem
O DEATH ANGEL era uma banda de thrash da Bay Area que foi montada por cinco primos. "Act III", como você pode imaginar pelo título, foi o terceiro lançamento do grupo e seu primeiro em uma grande gravadora, a Geffen Records. Foi o melhor álbum do grupo, especialmente os trabalhos de guitarra de Rob Cavestany. Em adição ao speed metal, o DEATH ANGEL mixou partes mais lentas e acústicas, e até um pouco de funk para deixar as coisas mais saborosas. Eles acabaram não muito depois deste álbum ter sido lançado, mas se reuniram dez anos depois.

9. QUEENSRYCHE - "Empire"

Imagem
"Operation Mindcrime" foi um trabalho forte para ser sucedido, mas o QUEENSRYCHE fez um excelente trabalho com "Empire". Deu a eles um monte de atenção no mainstream e no rádio por causa do single "Silent Lucidity", e "Jet City Woman" também recebeu uma boa atenção. É um CD diverso e complexo, mesmo assim bastante cativante com toneladas de músicas memoráveis. Infelizmente este foi provavelmente o ponto mais alto do QUEENSRYCHE, e tanto as vendas e sucesso da crítica cairiam depois dele.

10. DANZIG - "II: Lucifuge"

Imagem
Apesar dele não ter um hit como "Mother", o segundo álbum do DANZIG era profundo e melhor. A banda melhorou tanto na composição das letras quanto na musicalidade. "II: Lucifuge" é mais hard que o de estreia, e o vocal de Glenn Danzig neste álbum foi o melhor trabalho dele. Não há enchimentos aqui, apenas um álbum com músicas realmente boas.

 

 

 

 

Fonte (em inglês): About Heavy Metal 

Fonte: Whiplash

Última atualização em Dom, 02 de Setembro de 2012 19:16
 

Gostou disso? Compartilhe com seus amigos...

Share on Myspace

Curiosidades dos Rock-Star's

Os 14 maiores mascotes de banda
Os 14 maiores mascotes de...
Os 25 melhores logos de bandas
Seja adornando caríssima...